As Moedas de R$1 comemorativas dos jogos no Brasil já valem R$150

Colecionar moedas é uma atividade que faz a alegria dos apaixonados, além de permitir rendimentos que fazem a diferença no final do mês. E nem precisa ser moedas antigas, aquelas da época do Brasil Império ou a ainda as que ganhamos dos nossos avós. As moedas de R$ 1  comemorativas da Copa do Mundo no Brasil (2014) e das Olimpíadas do Rio (2016) já valem R$ 150. O mesmo acontece com a moeda deste valor, alusiva aos 50 anos do Banco Central.

De acordo com a Sociedade Numismática Brasileira (SNB), a emissão destas moedas ligadas à temática do esporte ajudou a ampliar a base de colecionadores de moedas no Brasil. Segundo a SNB, “diversos associados experimentaram o negócio naquele tempo e hoje investem em moedas de cobre e prata do período colonial e imperial do Brasil”.

Especialista no assunto, o consultor Claudio Amato, em recente entrevista para editoria de Negócios do jornal O Estadão de São Paulo, diz que a numismática – arte de colecionar cédulas e moedas – poderia ser mais difundida. Na opinião do consultor, “além do patrimônio que o colecionador poderia construir, uma vez que os valores de moedas raras tendem a aumentar, é necessário ter um profundo conhecimento histórico para reconhecer o que é ou não uma raridade”

Saiba mais: http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,sua-moeda-de-r-1-pode-valer-r-150-saiba-como,70001866050